PLANEJANDO O SUCESSO NA PISCICULTURA

Ricardo Pereira Ribeiro

O grande desafio da piscicultura para os próximos anos é o desenvolvimento de sistemas produtivos, economicamente, ambientalmente e socialmente inovadores. Sistemas que aperfeiçoem a eficiência de produção, a geração e a distribuição de renda e mantenham a integridade dos ecossistemas utilizados. Otimizar significativamente a produção de peixes e a sustentabilidade do negócio é o grande desafio do produtor e dos consultores e as tomadas de decisões estratégicas devem ser realizadas levando-se em conta vários aspectos da produção que envolvem as nuances de mercado, a fisiologia da espécie que está sendo cultivada, disponibilidade de insumos, índices de produtividade, clima, custos de produção, eventuais concorrentes, enfim tudo que pode interferir no resultado do negócio.

Nem sempre os melhores índices de produtividade significam os melhores resultados econômicos e daí é muito importante nesta etapa do Planejamento e tomada de decisões, tanto o consultor quanto o produtor avaliarem em conjunto todos os cenários possíveis para assim encontrarem o melhor caminho a seguir baseado nestas avaliações.

Aqui vamos procurar demonstrar algumas simulações para ilustrar alguns cenários para deixar mais claro quando e como estas situações podem ocorrer durante o processo de Planejamento e tomada de decisões e a importância desta etapa que deve ser constantemente revisada ao longo de todo o processo produtivo para que se tenha sucesso econômico na atividade da Piscicultura.

Primeiro é importante criar a cultura de implementação de um processo produtivo em que se privilegie o Escalonamento da Produção, onde se realiza a implementação, no mesmo empreendimento, do início de diversos ciclos de produção em um espaçamento de tempo, que pode ser estabelecido em função de sua necessidade ou de seu mercado pelo produto, peixes gordos, juvenis ou alevinos, de modo que permita ao produtor uma renda periódica contínua e sistemática.

Isso possui uma série de vantagens segundo Barone (2017) como: – permitir receitas melhor distribuídas ao longo do ano; – maior previsibilidade de uso de insumos; – maior eficiência na utilização das estruturas de produção e melhor organização das operações durante o processo produtivo. Porém também apresenta algumas dificuldades iniciais que são diluídas ao longo do tempo, mas devem ser conhecidas previamente, são elas: – maior necessidade de capital de giro para custeio até o equilíbrio da receita; necessidade de maior investimento inicial e melhor organização operacional, o que acaba sendo uma vantagem, pois acelera o processo de profissionalização da produção, tão necessário para o sucesso da Piscicultura nos dias de hoje, a qual exige do empresário cada dia mais  o comprometimento com a atividade.

A Figura abaixo apresenta um exemplo de um escalonamento da produção de tilápias com povoamentos mensais com um programa quadrifásico para tilápias (fase de alevinagem – A, fase de juvenil – J, fase de recria – R e fase de terminação – T)


FIGURA 01: Escalonamento de uma produção de tilápias em tanques rede com povoamentos mensais em tanques rede – sistema quadrifásico.
Fonte: Barone (2017)

No exemplo da figura o autor propôs que a partir de junho, onde a os quadros estão contornados em vermelho, o sistema se mantém constante, sendo que o mesmo padrão de fases se repete nos meses subsequentes. É importante ressaltar que esse tipo de planejamento deve ser preconizado para qualquer sistema de produção e para qualquer espécie, ressalvando-se as características do sistema de produção e fisiológicas de cada espécie e de cada sistema de produção.

Para ficar mais claro e demonstrar a importância desse tipo de ação que os responsáveis por pensar e planejar a produção devem estar atentos e levar em conta na condução administrativa e na tomada de decisões estratégicas de seu negócio, vamos dar mais um exemplo de como o Planejamento e a avaliação correta dos cenários podem ser a diferença para o sucesso econômico da Piscicultura.

Vamos avaliar dois cenários para uma mesma situação de produção:

Espécie: Tilápia

Fase: Engorda em Tanque Rede de 30 a 850g

Situação 01: Cenário 01

Acelerar o Peixe:

Período de Cultivo de Cultivo (Engorda) de 180 dias (6,0 meses)

Conversão Alimentar 1,82:1,0

Ração 32% PB

Custo da ração: R$ 1,80/kg

Produção Mensal esperada: 10.800 kg/mês

Tipo de Tanque Rede: 3,0×3,0x2,0m = 18m3

Densidade de estocagem: 100kg/m3

RESULTADOS

– Serão necessários 42 tanques redes de 18m3;

– Serão produzidos 10.800 kg de peixe gordo/Mês a partir do sexto mês, com peso final médio de 850g;

– Serão necessários 14.000 alevinos/mês, considerando-se uma mortalidade máxima de 10% por ciclo;

– Para produzir esta quantidade de peixes/mês serão consumidos 19.656kg de ração a um custo de R$ 35.380,80;

– Considerando um preço médio de venda de R$ 4,90/kg de peixe, o faturamento bruto mensal seria de R$ 52.920,00

Situação 02: Cenário 02

Segurando o Peixe:

Período de Cultivo (Engorda) 240 dias (8,0 meses)

Conversão Alimentar 1,60:1,0

Ração 32%

Custo da Ração: R$ 1,80/kg

Produção Mensal Esperada: 10.800 kg/mês

Tipo de Tanque Rede: 3,0×3,0x2,0m = 18m3

Densidade de Estocagem: 100kg/m3

RESULTADOS

– Serão necessários 54 tanques rede de 18 m3;

– Serão produzidos 10.800 kg de peixe gordo/mês, a partir do oitavo mês, com peso final médio de 850g;

– Serão necessários 14.000 alevinos/mês, considerando-se uma mortalidade máxima de 10% por ciclo;

–  para produzir esta quantidade de peixes/mês serão consumidos 17.280 kg de ração a um custo de R$ 31.104,00;

– Considerando-se um preço médio de venda de R$ 4,90/kg de peixe, o faturamento bruto mensal seria de R$ 52.920,00.

CONCLUSÃO:

Primeiramente é importante frisar que estes dados de produção são apenas exemplos e não necessariamente refletem a realidade da produção, há produtores que possuem índices melhores ou piores que estes, pois estes índices são afetados por diversos fatores, como qualidade do material genético, qualidade de água, qualidade das dietas, etc. O importante que queremos demonstrar com o exemplo é que através do Planejamento Estratégico, alterando-se o manejo e manipulando-se a fisiologia do animal, apenas ampliando o período de cultivo, ou o que chamamos de “Segurar o Peixe” (decisão estratégica), conseguimos otimizar a conversão alimentar a aliviar o custo do insumo que mais impacta o sistema de produção que é a ração, o qual segundo a Pesquisa Campo Futuro da CNA/EMBRAPA está entre 75 a 80% dos custos totais de produção na Cadeia da Piscicultura. Este resultado demonstra uma economia de R$ 4.276,80/mês, o que pode significar um valor de economia total, após a estabilização de R$ 51.321,60/grupo de produção a cada 12 meses, com um investimento inicial de 12 tanques rede a mais e aguardando-se mais dois meses para o início da comercialização do primeiro lote de peixes gordos.

Este tipo de exemplo ilustra como a capacitação de quem conduz e planeja o empreendimento pode fazer a diferença no momento de se tomar as decisões que podem fazer a diferença em um mercado cada vez mais competitivo e onde a lucratividade da atividade pode ser definida pela atenção aos detalhes e na antecipação dos problemas que podem surgir ao longo do processo produtivo e muitas vezes, como destacamos no início desta matéria, nem sempre a melhor produtividade e o melhor desempenho zootécnico é sinônimo de melhor lucratividade.

Temos que estar atentos e procurar sempre a capacitação, pois o sucesso está nos detalhes.

Todos os técnicos e empresários da área devem estar atentos quanto a esse Tema que é a sua Habilidade em saber Planejar adequadamente um empreendimento de Piscicultura, pois essa habilidade é o que pode fazer a diferença entre o sucesso e o fracasso nesta atividade frente aos desafios que o mercado apresenta.


Dr. Ricardo Pereira Ribeiro, Prof. Associado do Departamento de Zootecnia da Universidade Estadual de Maringá; Doutor em Ciências.
Categorias Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close